Os sintomas de um transtorno de personalidade na gravidez

22/03/2017

A gestação é um momento muito especial na vida de uma mulher e que, além de trazer muitas expectativas e transformações físicas, exige mudanças no pensamento e na rotina para a chegada do bebê. Diante de tantas mudanças, alguns transtornos associados ao medo, ansiedade e insegurança podem ocorrer durante a gravidez. Mesmo quando o bebê foi planejado, sua chegada mexe com as emoções e transforma toda a vida desta nova mãe.

 

O período de gravidez pode trazer muito desconforto para a mulher, que precisa se adaptar à situação e refletir sobre a relação com sua própria mãe e sobre como educar o filho que está para chegar. Todos esses incômodos podem afetar diretamente o bebê, que sente as mesmas emoções que a mãe — o que inclui medo, tristeza e raiva.

 

Rodrigo Fonseca, presidente da Sociedade Brasileira de Inteligência Emocional (SBie), explica que o bebê já começa a sentir, interpretar e registar as emoções da mãe desde o útero: “Durante a gestação, por mais tranquila que seja, é comum que a mulher tenha sentimentos de medo e ansiedade. Caso a experiência no útero daquela mãe enquanto feto tenha sido traumática, a lembrança inconsciente do período gestacional vem à tona durante sua própria gravidez, atingindo seu ápice durante o parto”, explica ele.

 

Para evitar a instabilidade emocional durante a gravidez, é fundamental saber lidar com essas transformações e garantir que o estado emocional não prejudique a mãe ou o filho.

 

Dicas para evitar a instabilidade emocional durante a gravidez

 

Gerencie seu medo

O medo é uma emoção muito comum na gravidez, principalmente nas primeiras semanas. É importante conversar com seu bebê, falar sobre como você se sente e contar como foi o seu dia. Crie uma relação positiva com seu filho, de modo a transmitir coragem e confiança para ambos.

 

Converse com outras mães

Falar sobre seus sentimentos e inseguranças com outras pessoas, principalmente outras mães, e perguntar sobre suas experiências durante a gravidez e como superou cada dificuldade é uma excelente forma de colocar seus medos e questionamentos para fora. Isso trará alívio e sugestões valiosas que poderão auxiliar durante essa nova realidade.

 

Afaste-se de pessoas e situações negativas

É natural que a gestante fale e pense muito na maternidade como um todo. Por isso, muitas sentem medo de se expressar por receio de não serem compreendidas ou serem consideradas frágeis demais. Converse somente com pessoas que transmitam confiança e afaste-se de quem costuma julgar os sentimentos alheios.

 

Controle sua ansiedade

No último trimestre da gravidez, a produção de hormônios atinge seu ponto máximo. Isso, somado ao cansaço físico, à falta de sono e à proximidade do parto, pode acontecer de a ansiedade tomar conta da mãe. Para evitar que isso aconteça, tente não fazer várias coisas ao mesmo tempo e reduza suas atividades. Aposte na respiração e meditação para conseguir relaxar.

 

Fonte: http://www.sbie.com.br

Please reload

O que são crenças limitantes?

05.07.2018

Como criamos a Frustração

05.07.2018

Como a ansiedade muda a nossa percepção do mundo?

05.07.2018

Chorar bastante pode fazer bem

05.07.2018

1/4
Please reload

SOBRE O SITE

A ideia deste site é contribuir com informações sobre psicoterapia, psicologia, bem estar e saúde emocional.

 

 A psicóloga Beatriz Brandão atende na região de Moema em São Paulo, no seu consultório de psicoterapia.

 

Seja muito bem-vindo, e espero que você encontre aqui as ferramentas para fazer você compreender melhor o trabalho do psicólogo no processo de terapia e desenvolver o que há de melhor em você.

CONTATO

  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White Google+ Icon
  • White YouTube Icon

BEATRIZ BRANDÃO

PSICÓLOGA

MAPA SITE

|   CRIADO POR: BEATRIZ BRANDÃO | PSICÓLOGA BEATRIZ BRANDÃO   |  MOEMA | CLINICA PSICOLOGIA  |  ATENDIMENTO PSICOLOGICO | PSICOTERAPIA | PSICOLOGIA | 2017 |