Não é por opinião, é pelo poder

14/09/2016

Hoje em dia temos uma ferramenta muito mais potente do que em toda a historia da humanidade, esta ferramenta é a internet, onde qualquer pessoa pode do dia para noite aparecer, vender, opinar... e até mesmo viver virtualmente.

 

Quando falamos de evolução humana, não podemos deixar de fora a grandiosidade da internet, muito provavelmente só veremos essa grandiosidade de uma forma mais nítida daqui muitos anos. Mas por enquanto vamos seguindo com o que podemos observar no dia a dia desta enorme conquista da vida humana e como ela está agindo no nosso comportamento e por que hoje temos tanto discuso de ódio e tantas divisões. 

 

Desde sempre temos em nosso instinto animal a necessidade do poder, seja ele individual ou coletivo. Desejamos nos sobressair e ser vistos como alguém diferente, inovador, amado e exclusivo. Claro que em um mundo que conta com  mais de 7 bilhões de pessoas essa oportunidade tem se tornado cada vez mais difícil.

 

A questão é que todo mundo quer ser especial, todo mundo quer ficar na historia da humanidade, quer ser o grande provedor de algo inovador. Mas isso vem de onde?

 

Vem da nossa imensa necessidade de poder! Esta que é comum entre todos nós, ter o poder sobre nosso trabalho, relacionamentos, nosso corpo, nossa mente. Queremos ser os senhores soberanos de tudo que nos cerca, claro que com muitas atividades e muitos candidatos esse cargo fica difícil de ser preenchido.

 

Quando nos voltamos para a internet, temos um lugar onde todos nós podemos ser reis e rainhas, podemos gravar vídeos, podemos escrever textos, podemos postar fotos. Podemos montar o nosso próprio reinado e seguir com ele como se fossem reais. Como se na nossa vida interna esse pequeno poder ( ou a sensação dele) está em nossas mãos. Ledo engano nosso?

 

O que mais temos hoje em dia na internet são opiniões aos montes, textos com cada vez mais linhas, com cada vez mais argumentos (verdadeiros ou não), sempre esperando ser visto e saldado como novo grande pensador da historia. Porém o que estamos deixando passar, não são as opiniões, as amizades desfeitas, o ódio gerado, a alienação de informações verdadeiras, mas sim a real necessidade disto tudo: O poder!

 

É pelo poder que começamos Guerras, é pelo poder que começamos a mudar nossa aparênciaconstruímos nossos relacionamentos, estudamos anos nas universidades para alcançar um cargo de liderança, enchemos nossas prateleiras de livros para ir cada vez mais para o lugar dourado do único ser soberano e poderoso.

 

Quando damos a nossa opinião, podemos sempre mudar ela de forma em que aprendemos algo novo e assim possamos seguir a um nível adiante, quando queremos o poder, queremos ser únicos e ser sempre o verdadeiro e único! Por exemplo, eu posso achar a cor verde bonita e aceitar que outras pessoas gostem de outras cores e até mesmo abrir meu gosto para outros tons de verdes conhecendo e conectando, abrindo espaço para outras visões, mas quando eu quero o poder, o meu verde é melhor que o seu azul e por isso você deve ser exterminado.

 

O poder vem carregado de intolerância, dogmas e extermínio de quem é contrário dele, exatamente como funcionava as antigas civilizações humanas. Se você é contra, deve ser exterminado. 

 

Não que crescer na vida, ter um bom cargo, um bom carro e tudo o que alguém acredita que precisa ter para ser um grande líder está totalmente errado, aliais, podemos ver isso como um principio de instinto de sobrevivência, mas com a grande capacidade da internet de alcançar as pessoas de escala mundial e proporcionar a "chance" de novos poderosos, com quaisquer ferramentas, nos leva ao questionamento: Estamos buscando a evolução com nossas opiniões ou estamos querendo o velho e o bom poder?


 

 

 

 

 

 

 

Please reload

O que são crenças limitantes?

05.07.2018

Como criamos a Frustração

05.07.2018

Como a ansiedade muda a nossa percepção do mundo?

05.07.2018

Chorar bastante pode fazer bem

05.07.2018

1/4
Please reload

Título 2