Como tomar a decisão correta?

14/09/2016

O que nos mantém conectados com nossas escolhas é a coerência entre o que pensamos, dizemos e fazemos. Um caminho de constante discernimento e contínuas
pequenas escolhas.

 

Quem nunca fez uma lista dos pontos positivos e dos negativos diante de uma escolha? Em geral, quando as vantagens são maiores que as desvantagens, a decisão fica mais fácil de ser tomada. Mas, se nos mantivermos presos a uma visão dual dos fatos - certo versus errado, bom versus ruim - não veremos como estes fatos estão interligados entre si.

 

Não podemos simplesmente achar que ao descartar o errado ou ruim, ele vai sair de cena. Direta ou indiretamente todas as partes se tocam entre si. Há coisas boas e más, mas podemos vê-las sob uma visão panorâmica, como se as víssemos de cima.


À medida que o sentido de nossa vida torna-se mais claro, nossos valores norteiam nossas prioridades. Mas enquanto não temos clareza sobre onde estamos indo, tudo fica confuso

A interdependência dos fenômenos é muito simples e fácil de entender mas difícil de aceitar, porque nossa mente e coração são muito complicados e endurecidos. Sempre sentimos que a solução deve ser alguma coisa muito complicada e trabalhosa.

Uma mente dura agarra-se à polaridade. Sofremos porque temos uma visão dual da realidade. Estamos sempre julgando e criando contradições. Ao treinarmos o olhar interdependente, entre fatos que aparentemente mostram-se opostos, surge uma sensação de inteireza num ponto de comunhão, que não perde energia tentando negar, excluir e rejeitar o que lhe parece ameaçador.

 

Podemos olhar o que nos amedronta e ainda assim mantermos a distância necessária para que aquilo não nos cause mal. Mas, o que realmente define nossa escolha é a motivação que temos por trás dela. O que queremos? Vingança, punição ou sair de uma situação ruim e ir para outra melhor?

A motivação de nossas escolhas é a semente de nosso presente-futuro. Se plantamos boas sementes, vamos colher bons frutos. Parece óbvio, mas decisões baseadas apenas em ter mais vantagens e menos problemas muitas vezes são tomadas às pressas, de forma reativa, sem levar em conta suas consequências.



Este treino diário nos prepara para tomar decisões maiores, que envolvem o bem estar de muitas pessoas. Já imaginaram se os nossos governistas tivessem esta prática?

Please reload

O que são crenças limitantes?

05.07.2018

Como criamos a Frustração

05.07.2018

Como a ansiedade muda a nossa percepção do mundo?

05.07.2018

Chorar bastante pode fazer bem

05.07.2018

1/4
Please reload

SOBRE O SITE

A ideia deste site é contribuir com informações sobre psicoterapia, psicologia, bem estar e saúde emocional.

 

 A psicóloga Beatriz Brandão atende na região de Moema em São Paulo, no seu consultório de psicoterapia.

 

Seja muito bem-vindo, e espero que você encontre aqui as ferramentas para fazer você compreender melhor o trabalho do psicólogo no processo de terapia e desenvolver o que há de melhor em você.

CONTATO

  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White Google+ Icon
  • White YouTube Icon

BEATRIZ BRANDÃO

PSICÓLOGA

MAPA SITE

|   CRIADO POR: BEATRIZ BRANDÃO | PSICÓLOGA BEATRIZ BRANDÃO   |  MOEMA | CLINICA PSICOLOGIA  |  ATENDIMENTO PSICOLOGICO | PSICOTERAPIA | PSICOLOGIA | 2017 |