Como enfrentar a inveja

26/04/2016

 

A inveja é uma emoção humana natural. A maioria das pessoas pode controlar essas emoções e sem ser dominado por elas. Mas chega um momento em que a inveja vai longe demais e deve ser tratada. Confrontar esse sentimento é complicado. O sucesso de um relacionamento pode depender dele. Mas, ao mesmo tempo, se você não enfrentar um problema permanente, ele só irá piorar. Com o tempo, isso pode começar a afetar a sua autoestima e outras áreas de sua vida.

 

Instruções

 

​Distancie-se. Isso ajuda por dois motivos: primeiro, se a situação se tornou hostil, é preciso ficar longe do estresse. Você precisa de relaxar sua mente antes de abordar a questão. Em segundo lugar, isso lhe dará tempo para ver se houve algo em suas ações que poderia ter provocado inveja. Pessoas invejosas encontram razões para serem assim. A culpa não é realmente sua. Mas ao se lembrar de situações passadas, será possível enxergar coisas que você possa ter dito ou feito para provocar inveja - mesmo se isso não foi sua intenção. Um exemplo seria, orgulho por um novo emprego ou parceiro. Não há nada de errado em sentir orgulho, mas para uma pessoa invejosa, o ato de orgulho e confiança é suficiente para trazer à tona o monstro de olhos verdes. Focar nestas coisas ajuda a ter uma perspectiva mais ampla.

 

Concentre-se na pessoa que precisa enfrentar. Se você as conhece muito bem, provavelmente é possível identificar de onde vem a inveja. Talvez sejam problemas de infância não resolvidos. O lugar onde essa pessoa se encaixa em sua vida desempenha papel importante em como você deve enfrentá-las. Com um amigo, cônjuge, companheiro ou irmão, você pode ser um pouco mais direto. Se for um colega de trabalho ou chefe, deve-se ter cuidado com o que será dito, pois o tiro pode sair pela culatra.

 

Enfrente o problema, não a pessoa. Se disserem algo negativo, pergunte imediatamente por que ela fez esse comentário. Outra abordagem seria chamá-los para uma conversa particular e dizer que tem notado como eles lhe tratam e pergunte o porquê. Mantenha-se calmo e ouça. Em seguida, responda, dizendo-lhes como isso o faz sentir, se isso te machuca ou te deixa com raiva. Diga-lhes que deseja que essa atitude acabe. Mas mantenha a calma o tempo todo. Não espere 100% de honestidade, mas pelo menos sua mensagem será transmitida e a pessoa irá mudar de comportamento.

 

Dicas & Advertências

 

Às vezes, não importa se você fez um esforço para tentar argumentar com uma pessoa, nada é resolvido. E, às vezes, fica ainda pior. Se tiver a opção, o seu último recurso deve ser cortar a pessoa de sua vida. A inveja pode se tornar destrutiva e afetar seu bem-estar. Se esta é uma pessoa com quem você tem que lidar, como em um ambiente de trabalho ou na escola, considere envolver um superior ou um mediador.

 

 

Please reload

O que são crenças limitantes?

05.07.2018

Como criamos a Frustração

05.07.2018

Como a ansiedade muda a nossa percepção do mundo?

05.07.2018

Chorar bastante pode fazer bem

05.07.2018

1/4
Please reload

SOBRE O SITE

A ideia deste site é contribuir com informações sobre psicoterapia, psicologia, bem estar e saúde emocional.

 

 A psicóloga Beatriz Brandão atende na região de Moema em São Paulo, no seu consultório de psicoterapia.

 

Seja muito bem-vindo, e espero que você encontre aqui as ferramentas para fazer você compreender melhor o trabalho do psicólogo no processo de terapia e desenvolver o que há de melhor em você.

CONTATO

  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White Google+ Icon
  • White YouTube Icon

BEATRIZ BRANDÃO

PSICÓLOGA

MAPA SITE

|   CRIADO POR: BEATRIZ BRANDÃO | PSICÓLOGA BEATRIZ BRANDÃO   |  MOEMA | CLINICA PSICOLOGIA  |  ATENDIMENTO PSICOLOGICO | PSICOTERAPIA | PSICOLOGIA | 2017 |